:::...Baita Chão News...:::: Ídolo alegretense
Alegrete, Centro do Mundo,

13 de agosto de 2011

Ídolo alegretense


Comprovando que talento é nato a todo cidadão baitachãozense, e como não poderia deixar de ser, Alegrete emprestou sua magia futebolística para o Rio Grande do Sul, que assim teve seu primeiro jogador convocado para a seleção brasileira que disputaria a primeira Copa do Mundo (realizada na República Co-Irmã, Uruguay em 1930).

Moderato Visintainer nasceu no Baita Chão em 14 de julho de 1902, começou a mostrar seu talento nas gloriosas e formadoras de caráter canchas alegretenses, depois defendeu o “14 de Julho” da vizinha Santana do Livramento. As principais páginas de sua história foram escritas com a camisa do Flamengo, do Rio de Janeiro.

Moderato foi contratado pelos cariocas em 1923 e fez sua estréia frente ao Botafogo, quando os rubro-negros, já inspirados pela força alegretense, goleou por 4 x 1. Mas o fato que o faria entrar para a galeria dos maiores ídolos flamenguistas (e provar que com alegretenses não se brinca) viria em 1927, quando o Flamengo conseguiu uma inacreditável recuperação no Campeonato Carioca após sofrer derrotas históricas no começo da competição. O clube mais popular do Brasil em confronto com o outro líder do campeonato, América, precisava vencer para sagrar-se campeão, porém estava desfalcado de seu principal jogador, Moderato, que após uma crise de apendicite fora submetido à cirurgia.

Sob a benção do deus Ibira-Puitã, Moderato Visintainer, decidiu que participaria da partida mesmo em recuperação, e assim o fez. Com uma cinta para proteger (?) os pontos da operação, o alegretense não só entrou em campo como marcou o gol que deu o título de Campeão Carioca ao Flamengo. Tal feito tornou-se público tempos depois e Ruy Castro definiu a idolatria pelo jogador: “A idéia de que Moderato pudesse morrer em campo, com os pontos estourados e o sangue confundindo-se com o vermelho da camisa – tudo isso pelo Flamengo – era demais para o homem comum”.

Como se não bastasse, o jogador foi convocado para a primeira Copa do Mundo (o que o faz não só o primeiro jogador gaúcho a disputar um Mundial, mas também o primeiro atleta do Flamengo convocado), onde jogou uma partida e marcou dois gols (golaços, diríamos nas cabines do Estádio Monumental Farroupilha) na vitória do Brasil sobre a Bolívia.

Após a Copa do Mundo, Moderato deixa o Flamengo e retorna ao Alegrete, onde chega ao vice campeonato gaúcho defendendo o glorioso Guarany.

- Destaca-se o domínio alegretense em Copas do Mundo pois apenas quatro gaúchos marcaram gols nesta competição, sendo três nascidos na região alegretense: Moderato (Alegrete), Francisco Aramburu - Chico (Distrito de Uruguaiana), Branco (Bagé) e o ex gaúcho Ronaldinho Carioca.


* História verídica.

Centro de Registros Históricos BCN.

2 comentários:

  1. baita história sobre que fez valer o gentílico de Alegretense.

    ResponderExcluir
  2. olha a camisa! flamengo do Alegrete!

    ResponderExcluir