:::...Baita Chão News...:::: POESIA DE DOMINGO - Lá no Alegrete
Alegrete, Centro do Mundo,

22 de janeiro de 2012

POESIA DE DOMINGO - Lá no Alegrete




Se vai passar no Alegrete
No começo ou no fim
Quando cruzares a ponte
Atira um beijo por mim

Manda esse beijo, parceiro
Nas pétalas de alguma flor
Levando a minha saudade
Nas asas do meu amor

Lá no Alegrete, parceiro
Verás um povo feliz
Nas barrancas do meu rio
De pedras e sarandis
Bombo no peito e cantando
Quem sabe um verso que eu fiz

Meus amigos que se foram
Um dia eu hei de encontrar
Cada vez que eu lembro deles
Voltam no vento a cantar

E aquela menina linda
Que foi meu primeiro amor
Viverá em dó maior
Na garganta de um cantor
 
Lá no Alegrete, parceiro
Verás um povo feliz
Nas barrancas do meu rio
De pedras e sarandis
Bombo no peito e cantando
Quem sabe um verso que eu fiz
Antonio Augusto Fagundes/Ernesto Fagundes

Nenhum comentário:

Postar um comentário